domingo, 17 de fevereiro de 2008


Eu gosto dos carnívoros. Beijo molhado, abraço apertado, cabelo bagunçado, mordida no pescoço. Calor. Vontade de apertar corpo contra corpo até se fundirem num só, sentir na pele o arrepio do outro, ficar junto pra sentir as pernas bambas por mais tempo. Mais beijo. Brutalidade natural e quente. Paixão ardente domina as criaturas que ilustram esse quadro, obsessão pela carne. O calor extático lhe foge à boca e encontra obstáculo na outra boca, lhe esquenta a pele como fogo. Não há resposta, ninguém as procura. É um exercício carnal! Mas, não é nada que o amor não possa sentir, aliás, amor com paixão tem um gosto diferente... um gosto excêntrico! Gosto de proibido, gosto de coisa fora do lugar, gosto de paixão!

O suor escorre, o beijo é sem fim!

{ Quem conhece sabe do que falo! }

5 comentários:

  1. Ahh e como sei...
    Amor com paixão..paixão com amor..
    A pele queimando, as pernas bambas..o toque..etc etc..

    Na cama..no banheiro..rsss
    Saudades da minha namorada...

    Beijão minha irmã "de sangue"
    ^.^

    ResponderExcluir
  2. Seu blog é apaixonante,muito obrigada pela visita no meu!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. O comentário do Fenrisar parece ser "um pouco maldoso"...

    ResponderExcluir

"Eu escrevo sem esperança de que o que eu escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada... Porque no fundo a gente não está querendo alterar as coisas. A gente está querendo desabrochar de um modo ou de outro..." (Clarice Lispector)