quarta-feira, 12 de março de 2008

Rosa de Hiroshima



Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas
Mas oh não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária
A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A antirosa atômica
Sem cor nem perfume
Sem rosa sem nada.
(Vinicius de Moraes)

{Poema que todos merecem ler}

8 comentários:

  1. This comment has been removed because it linked to malicious content. Learn more.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Realmente esse poema merece ser lido por todos. Conheci esse poema na voz de Ney Matogrosso no Secos e Molhados. Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  4. Obrigada pela visita :)
    Aquele filme é ótimo, um clássico!
    Gostei do blog. Bom gosto para livros e filmes! Bjos

    ResponderExcluir
  5. Oi moça... sumida...

    Saudades de vc e das nossas cartas... bjus

    ResponderExcluir
  6. Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Câmera Digital, I hope you enjoy. The address is http://camera-fotografica-digital.blogspot.com. A hug.

    ResponderExcluir

"Eu escrevo sem esperança de que o que eu escrevo altere qualquer coisa. Não altera em nada... Porque no fundo a gente não está querendo alterar as coisas. A gente está querendo desabrochar de um modo ou de outro..." (Clarice Lispector)